DOSSIÊ SPIN & GO MINHA ESTRATÉGIA PARA VOCÊ DERRUBAR O MITO DESSE JOGO

Tempo de leitura: 1 minuto

Meu começo no Spin foi como o de todo o mundo: assim que lançou, comecei a jogar na esperança de acertar a bomba. É a clássica ideia de dinheiro rápido e fácil. Não tive nenhum planejamento, não tinha nenhum conhecimento sobre o jogo, apenas a esperança de girar a roleta e acertar a bomba. Nunca bateu, claro, e olha o que acontece quando você joga despreparado:

SharkScopeChart

Me queimei e não joguei mais. “Maldito gamble!”

Mas, um ano depois, vejo que o Spin & Go se tornou um sucesso. Muita gente está jogando essa modalidade, enquanto outros taxam como jogo de azar. É um jogo muito popular e, ao mesmo tempo, polêmico. Como jogador patrocinado pelo PokerStars, achei que precisava saber o que estou representando.

Por ser um jogo novo, existe muito pouco conteúdo sobre Spin. Por isso, resolvi criar esse desafio pessoal para me motivar a estudar esse jogo e tirar minhas próprias conclusões. E, de quebra, produzir um conteúdo útil para quem tem interesse em jogar Spin.

Só que, dessa vez, eu ia me preparar. O que eu sabia pra poder me planejar? Bem pouca coisa.

1. Aprendi com o ferro inicial nos Spins que a maioria dos jogos seria o prêmio dobrado. Então, a primeira conclusão é que tinha que jogar esses prêmios baixos como se fosse minha vida!

2. Jogando SNG (9 handed TURBO), já peguei variância de 60 buy-ins. Como em hyper a variância é maior ainda, conclui que uma variância de 100 buy-in down seria totalmente normal nos Spins. Tinha que me preparar psicologicamente pra isso.

3. Qual valor jogar? Isso é pessoal. Sendo auto-crítico e fazendo um controle correto do BR, cada um sabe o que é confortável para si. O valor que eu me sentia 100% confortável era o Spin de $30. Com um investimento médio de $180 por sessão (6 mesas), eu estava totalmente à vontade.

A partir daí, as outras informações eu só iria conseguir jogando. Hora de ir pro pano!

Abaixo, o Dossiê Spin & Go, com o resultado do desafio e as minhas conclusões:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *