A MÁGICA DE JOÃO: JOGAR POKER SÓ COM OS OLHOS

JoaoHomeGame

“Nós, portadores de ELA, temos que manter a mente ocupada e ter objetivos. O poker me proporciona isso!”

Quem disse isso foi o João Paulo Trindade, um apaixonado por poker que já foi aluno do meu curso online. João tem 39 anos e está com sua mulher, Yara, há 18. Eles têm três filhos, “dois da barriga e uma do coração”, como diz a Yara. “Por enquanto, porque pode vir mais por aí”.

Há 10 anos, um pouco antes de os dois se casarem, João foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), a mesma doença do físico Stephen Hawking. Um ano depois de saber que era portador de ELA, o João passou no concurso de Defensor Público.

(Lembra do desafio do balde de gelo, que virou  febre nas redes sociais ano passado? Então, aquele movimento pedia doações para uma associação que financia pesquisas pra encontrar a cura dessa doença)

Como embaixador do poker, seria impossível não compartilhar a história do João. Ele mesmo me pediu pra fazer isso, para que outras pessoas com alguma doença ou deficiência saibam que o poker pode ser um novo desafio e uma motivação em suas vidas. “Tomara que algum tetraplégico tome conhecimento”, me disse o João.

Quem sabe quem é Stephen Hawking tem ideia de que a ELA tem um impacto colossal no dia a dia do portador. Tudo muda na vida da pessoa. Mas, apesar de ser tão violenta, a ELA não afeta raciocínio intelectual, visão, audição, paladar, olfato e tato. E adivinha qual esporte você pode praticar com essas habilidades? Pois é.

A gente fala de estratégia, lucro, ROI, 3-bet, 4-bet, raise, all in, e acaba se esquecendo que o poker é muito mais que só um jogo. O poker tem o poder da inclusão.

O João Paulo é um exemplo pra gente nunca se esquecer disso. E um tapa na cara de quem, a essa altura do campeonato, ainda acha que poker é uma coisa tenebrosa que destrói a vida de pessoas inocentes.

Depois de ficar de cama por causa da ELA, o João ganhou da irmã um programa e um aparelho que permitem que ele opere o computador usando apenas os olhos. Com esse programa, ele pode jogar poker online. E como todos nós, gostou da brincadeira…

Nesse vídeo, a Yara mostra como ele faz pra jogar. Que conta, hein, João! Hahaha!

“Ele se descobriu no poker”, me disse a Yara. “Ele é muito inteligente e dedicado. Como em tudo que ele faz, é muito exigente. Na época de Defensor já era assim”.

A Yara também teve sua vida transformada pela ELA. Veterinária de formação, ela descobriu outra profissão para poder ficar perto do marido. “Hoje sou maquiadora, dou cursos e consegui adaptar minha vida para estar junto dele e das crianças”, me contou ela.

“Hoje minha vida é melhor que antigamente. Sou outra pessoa. Deus coloca essas situações pra gente aprender. O João é um exemplo pra todos nós. A gente não vive de xororô, procuramos ver o lado bom das coisas. Não vivemos o problema, convivemos com ele e nos adaptamos”

“Somos muito felizes e posso dizer pra você que o poker colaborou muito com isso, nesse sentido da dedicação que ele precisa ter. E ele está conseguindo, né? Ele é nosso herói”

E agora é meu herói também, Yara!

JoaoHomeGame2

“Nós, portadores de ELA, temos que manter a mente ocupada e ter objetivos. O poker me proporciona isso!”

O João escreveu essa frase em um texto que ele compartilhou no Facebook. Naquele dia, ele estava comemorando a primeira cravadela em um MTT. E o cara simplesmente dedicou o post a mim! Foi uma surpresa emocionante (foi tão sensacional que eu colei a mensagem dele na íntegra no final desse post).

É impossível conhecer a história dele e não refletir sobre a vida.

A gente reclama de tanta coisa, não é mesmo? É a bad beat, o cooler, o azar, a sorte, o software, o dealer… Isso se for pensar só no poker. No resto da vida então, vishhh, a lista é longa!

Aí aparece um cara como o João pra mostrar que os problemas da vida são relativos. Que não importa quais são seus problemas, só há uma coisa a fazer: superá-los.

Quando li o post do João, me emocionei por ele e por mim. Lá atrás, quando comecei a estudar poker, a única coisa que eu queria era ser jogador. Nunca poderia imaginar que teria impacto na vida de uma pessoa como o João. Me senti realizado e extremamente motivado para continuar buscando meus objetivos todos os dias.

Ah, como eu amo esse jogo!

O João é uma prova de que o poker é uma atividade saudável com um enorme poder de inclusão – maior do que a grande maioria dos esportes e jogos.

Obrigado, João, você é uma inspiração! Parabéns pelo trabalho e pelas conquistas no feltro virtual. Você é uma prova do que eu defendo: com foco, disciplina e muito estudo, qualquer um pode ser ganhador no poker. Continue assim, tenho certeza que vou saber de muitas vitórias suas em breve.

Galera, se inspirem no João e bora correr atrás!

GL nas mesas! Gogogogo!

Abaixo, leia na íntegra a mensagem do João Paulo no Facebook no dia da cravada:

Perturba-lo-eis mais uma vez! 

Quero falar um pouco da rotina inusitada de um portador de ELA. No caso, a minha. 

Desde que me aposentei e fiquei acamado, procuro manter minha mente ocupada para fugir do ócio e até de uma depressão. Como passei boa parte da minha vida lendo só livros jurídicos, decidi ouvir áudios livros e ver programas de assuntos que tinha interesse (doutrina espírita, astronomia, política, economia…) 

Porém, quando minha nobre irmã me deu o programa e aparelho que uso hoje (tobii comunicator), comecei a jogar poker, (um jogo, digo, um esporte da mente que exige conhecimentos de psicologia, raciocínio lógico e muita matemática). 

Desde então, me dedico full time a ele. Comecei estudando o material disponível na internet (vídeos, artigos…). Aí, comecei a ganhar os SNGs de 18, 27, 45 e 180 players. Queria mais! 

Foi quando surgiu a oportunidade de fazer um coach online com o Caio Pessagno – um monstro do poker, pra mim o melhor player online do Brasil! 

Passei a ter uma nova visão do game. Entendi melhor a matemática do jogo, o jogo por stacks, a observar mais o tournament life. 

Pensava que, por ser jogador recreativo, não compensava pagar um coach. Muito engano! Caio Pessagno, dedico esse post a ti! 

Galera, nós, portadores de ELA, temos que manter a mente ocupada e ter objetivos. O poker me proporciona isso! 

Após o coach, resolvi ser campeão de um torneio grande. Não é fácil! MTT tem muita variância. Profissionais regulares jogam uns 600 torneios por mês. Cada sessão jogam uns 15 torneios ao mesmo tempo. Aí cravam com mais frequência. Eu só consigo jogar dois torneios por vez, mas prefiro jogar só um. 

Em vários, cheguei no dinheiro, mas nada de cravar. Enfrentei várias downswings, mas não me abalei pois sabia que estava fazendo as jogadas corretas. 

Mesmo com toda dificuldade, a mágica aconteceu hoje! 

Não como eu queria, mas está ótimo! Fui 2º de 1.214! Investi $5,10 e ganhei $760! Não tem preço fazer isso jogando com os olhos! 

Enfim, só quis compartilhar minha felicidade. 

Gogogo!!! 

**A VISITA SURPRESA: Uns seis meses depois de publicar esse post, armei com a Yara uma surpresa especial pro João. Apareci do nada no home game na casa deles! Foi o dia mais foda da minha vida no poker!